Estrias na gravidez

Saiba como se cuidar durante a gestação
Por Redação

Para receber diariamente um cardápio balanceado e iniciar sua reeducação alimentar, assine o Bem Leve e tenha dicas nutricionais online à sua disposição.

Por Redação
redacao@bemleve.com.br

Melhor prevenir do que remediar, já diziam nossas mães. E, para variar, não é que elas têm razão? Pelo menos no que diz respeito às estrias, inimigas de nove entre 10 futuras mamães. Para não sofrer com as indesejadas marquinhas, tão comuns após a primeira gravidez, exercícios físicos moderados e dieta balanceada durante a gestação são aliados importantes.

As estrias surgem quando a pele sofre estiramento excessivo, especialmente no abdômen, quadril, coxas e mamas. Derme e epiderme compõem o tecido que reveste o corpo. A derme é a camada mais profunda, onde se localizam as fibras de elastina e colágeno, responsáveis pela a firmeza da pele. Quando essas fibras se rompem, formam uma cicatriz.

'As mulheres têm maior propensão em ter estrias devido às alterações de peso frequentes, e na gestação', explica a dermatologista Daniela Nunes, diretora médica da Slim Clinique, no Rio de Janeiro.

Cuidado com o peso!

O principal fator desencadeador das estrias é a alteração do peso de maneira abrupta. Quando o tecido se rompe, é irreversível. Então, para evitar as temidas cicatrizes, não engordar além dos 10 quilos normalmente recomendados na gestação é fundamental.

A funcionária pública Paula Vinha, que planeja engravidar ainda este ano, já está de olho no peso. Por recomendação do ginecologista, parou de comer besteiras e aposta em exercícios físicos para ficar em dia com a balança. 'Quero emagrecer três quilos. Prefiro enfrentar algumas restrições agora para não ter problemas depois', justifica.

Ter uma dieta balanceada é tão importante quanto praticar exercícios físicos regularmente. 'A má alimentação causa estrias pela diminuição de proteínas para formar as fibras de colágeno', explica Daniela.

'Para evitar estrias, é importante consumir alimentos que são fonte de colágeno, como gelatina e carne vermelha', diz a nutricionista Luana Stoduto, do portal de nutrição Bem Leve. Outra alternativa, acrescenta, é consumir colágeno em pó.

Quem quer evitar estrias também deve acrescentar à dieta alimentos que são fonte de ômega 3, como peixes, linhaça e nozes; e de vitamina C, como morango, laranja, goiabada, acerola e limão. 'A vitamina C ajuda na cicatrização e, indiretamente, influencia na não formação das estrias', explica Luana.

Atenção à pele ressecada

Fatores genéticos e hereditários também estão associados ao aparecimento de estrias. Se sua mãe, tias e avós têm estrias, a possibilidade de você ter aumenta. A oscilação de hormônios, como o estrógeno, também torna a pele mais suscetível.

Outro fator que pode desencadear as estrias é a pele ressecada. Por isso, hidratação é fundamental. 'Banhos quentes também devem ser evitados, pois eles ressecam a pele', completa a diretora médica da Slim Clinique.

Por isso, logo que souber que está grávida, a mulher deve começar a usar cremes específicos diariamente. O recomendado é usar o produto de duas a três vezes ao dia, de manhã e à noite.

Antes de investir em creminhos, porém, atenção: os produtos para gestantes são muito específicos, indicados especialmente para quem está esperando um bebê. As gestantes não podem usar produtos contendo retinóides (tretinoína, ácido retinóico).

Veja dicas para evitar estrias na gravidez:

- Evite banhos quentes e muito demorados. O ideal são banhos rápidos, com água morna

- Dê preferência para sabonetes neutros

- Use cremes preventivos para estrias de duas a três vezes ao dia

- Busque o equilíbrio na alimentação. Evite frituras, comidas salgadas e doces. Dê preferência para alimentos ricos em colágeno, em ômega 3 e vitamina C

- Faça exercícios físicos moderados

- Não engorde muito além dos dez quilos normalmente recomendados

Quer perder peso? Faça um dieta GRÁTIS ideal para você!