Passe sua pele a limpo

Aprenda a prevenir e tratar as manchas mais comuns
Por Redação

Para receber diariamente um cardápio balanceado e iniciar sua reeducação alimentar, assine o Bem Leve e tenha dicas nutricionais online à sua disposição.

Por Isabelle Lindote
isabelle@bemleve.com.br

É normal que com a correria do dia-a-dia as pessoas gastem menos tempo cuidando da saúde, e na maioria das vezes, tratando apenas daqueles sintomas chatinhos. Para a dor de cabeça, logo lançamos mão dos analgésicos. Para o fígado, utilizamos a velha receitinha de chá de boldo. Para a alma, um relaxante ou caixas e caixas de antidepressivos. Mas e para a pele? A resposta correta seria: a prevenção.

Apesar de ser o maior, mais visível e mais relevante órgão do nosso corpo, é notória a falta de informação das pessoas quando o assunto é a nossa pele. E digo isso por experiência própria, atendendo dezenas de pacientes diariamente em minha clínica. Fico impressionada como as pessoas só lembram-se dela depois que a agridem profundamente. Até mesmo os mais conscientes conseguem, no máximo, adotar poucos gestos nobres de prevenção.

Mas é preciso ficar atento aos efeitos do descuido, que muitas vezes podem ser irreversíveis ou até mesmo fatais. Dessa forma, que tal passarmos a sua pele a limpo e detectar o estado em que ela se encontra, os principais efeitos do descuido e quais as medidas gerais que podem contribuir para minimizar os riscos de doenças?

Pois chegou a hora de correr atrás dos estragos e recuperar o tempo perdido. E saiba: não existe hora melhor para iniciar os tratamentos de beleza do que agora, durante o inverno.

Tipos de manchas

Um grande dano acarretado pela exposição solar são as manchas, principalmente na região das maçãs da face e do buço, geralmente em mulheres acima de 25 anos. A dermatologista e nutróloga Daniela Hueb lista os principais tipos:

1) Melasma: Essa mancha tem coloração acastanhada e pode surgir por conta da superexposição ao sol, consumo de anticoncepcional e também durante a gravidez. É mais comum na testa e na região das maçãs da face;

2) Melanose solar: Também é uma mancha de cor escura, mas, diferentemente da melasma, tem as bordas bem definidas e é menor, composta por pequenos pontinhos. Está relacionada à superexposição ao sol e é muito comum aparecer no colo, nos braços e nas mãos;

3) Mancha branca: chamada de leucodermia, ela é a mancha mais difícil de se tratar. É tão delimitada quanto a melanose solar, com a diferença de ser clara. Também está relacionada diretamente ao hábito de tomar muito sol sem a devida proteção. Os resultados de tratamento são limitados;

4) Mancha vermelha: é um sinal de que a pele ficou sensível por causa da agressão dos raios solares. Ela aparece depois que os vasos superficiais da pele sofrem uma lesão. A pele fica ressecada. Nesse caso o tratamento deve ser realizado com médicos especializados.

Tratamentos

Melasma e melanose: Peeling e luz pulsada. Os peelings misturam vários componentes em sua fórmula, como o ácido retinóico. Atenua as manchas ao promover uma escamação leve, média ou profunda (dependendo da escolha do cliente) no rosto, removendo a pele envelhecida;

Mancha branca: pode ser tratada com a aplicação de nitrogênio líquido diretamente na mancha. No local, cria-se uma casquinha como a de um machucado que, ao cair, faz a mancha repigmentar. Outra opção é a aplicação direta de laser;

Mancha vermelha: Devem ser tratadas com aplicação de laser ou luz pulsada;

Para gestantes: tratar as manchas da pele com um clareador leve, específico para mulheres grávidas. O creme deve ser aplicado por um especialista no consultório diretamente no rosto e depois retirado com água. Outra opção são os peelings de cristal seriados.

Prevenção

- O uso diário de protetor solar com fator alto, de 60 FPS ou mais;
- Aplicar o filtro duas vezes ao dia: pela manhã e logo depois do almoço;
- Utilizar óculos de sol de qualidade;
- As mulheres devem optar por batons que possuem filtro solar em sua composição;
- Já os homens podem optar por protetores em bastão para os lábios.

A pele quando exposta cronicamente ao sol torna-se áspera, espessa, amarelada, seca e com pigmentações acastanhadas e esbranquiçadas. Quem tem tendência a ter manchas precisa entender que os cuidados devem ser para a vida toda, bem como o uso diário de filtro solar. Mas o melhor tratamento, volto a repetir, é a sua disposição para cuidar da saúde e agir de forma preventiva. Para os males do corpo, ainda há o conhecimento!

ARTIGO RELACIONADO:


CALVÍCIE FEMININA


Esse problema tem solução!

Quer perder peso? Faça um dieta GRÁTIS ideal para você!